quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Saiba o que fazer em uma tempestade elétrica.

Se você está em um acampamento e do nada o tempo fecha, em seguida o vento, e derrepente uma chuva torrencial acompanhada de uma tempestade elétrica com raios e trovões. O que fazer nesta hora?
Alguns lugares podem servir de abrigo, como vales, desfiladeiros ou depressões no solo, nunca fique no interior da barraca. Quando não for possível realizar nenhum dos procedimentos acima citados, ainda há uma maneira de escapar de um acidente. Momentos antes de ocorrer a descarga, pessoas que estejam nessas proximidades sentem seu pêlos arrepiados ou a pele coçando, indícios da atividade elétrica. Não se deve entrar em pânico. Pode-se ficar na seguinte posição: ajoelhado, curvado para frente, com as mãos colocadas nos joelhos e a cabeça entre eles conforme imagem abaixo.




Imita-se, desse modo, uma esfera e não uma ponta, como na posição de pé jamais deite no chão, pois a descarga atingirá diretamente essa superfície.


Dica Do Aventureiro:
Em muitas ocasiões, durante uma tempestade, uma pessoa pode sentir que vai ser atingida por um raio, porque a pele começa a formigar e os pelos do corpo se eriçam. Se isto acontecer, não deite no chão, apenas se agache, assumindo a posição de segurança mostrada na ilustração acima. Se houver um grupo de pessoas, elas devem se espalhar rapidamente.

Dica do Aventureiro:
A velocidade do som ao nivel do mar é de 343 m/s mais se você esta a 16500 mt de altitude esta velocidade reduz para 297 m/s logo se você está no pico do Açu com seus 2232 m de altura a velocidade do som é de 337 m/s, você deve estar se perguntando para que serve isso, afinal sou um montanhista e não um matemático.
Vamos tentar explicar para que serve isso: Imagine que você esta no Açú e vê aquela claridade característica de um raio e após alguns segundos o barulho de um trovão, na hora bate o desespero será uma correria imediata.
Mais você pode utilizar este calculo acima para lhe ajudar, basta medir em segundos o tempo que você leva para escutar o barulho do trovão após o clarão do raio, multiplique os segundos gastos por 337 m/s (velocidade do som a 2232 m de altitude) assim você terá a distancia aproximada que a tempestade esta de você dando tempo de saber o que fazer.

OBS: Pessoal o bom censo nesta hora deve falar mais alto se você estiver como evitar todas estas situações relatadas acima será o melhor a se fazer!!!
Estas dicas devem ser utilizadas em uma emergência onde não tenha como escapar. Fiquem ligados e boas trilhas.

Fonte.
http://www.rio.rj.gov.br/defesacivil/raios.htm
Luciano Ribeiro

0 comentários:

 
©2008 'Aventura na Veia' Por Luciano Ribeiro